Camerata Sesi lança seu primeiro álbum com participação do maestro Cláudio Cruz

Postado em 10 de dezembro de 2021


A Orquestra Camerata Sesi comemora 13 anos e em grande estilo: lançando o primeiro álbum da sua jornada musical, com a participação de um dos maiores maestros brasileiros, Cláudio Cruz. A obra estará no ar a partir do dia 10 de dezembro, às 19h, no Youtube da Camerata Sesi.

Camerata Sesi lança seu primeiro álbum com participação do maestro Cláudio Cruz

Sob a liderança de Cruz, vencedor do Grammy Awards, a Orquestra Camerata Sesi apresenta ao público uma das maiores obras de Félix Mendelssohn: “Concerto para Violino e Orquestra de Cordas em Ré menor”, composta quando ele tinha apenas 13 anos.

“Para começar a nos despedir desse ano, já de olho no que bate à porta, a Findes – por meio da Camerata Sesi -, tem a honra de apresentar e presentear o público com esse magnífico espetáculo musical. O concerto será apresentado de uma maneira completamente diferente: gravada em preto e branco, o espetáculo com a obra de Mendelssohn se torna mais intimista e emocionante. Agradecemos a todos os 19 músicos que se dedicaram a esse belíssimo trabalho”, afirmou a presidente da Federação das Indústrias do Espírito Santo (Findes), Cris Samorini.

O concerto foi eternizado em CD e em vídeo, com Claudio Cruz atuando como solista e regente. A gravação aconteceu em fevereiro desse ano, após uma dinâmica de ensaios e análise de todo o material deste repertório.

O repertório

Além do “Concerto para Violino e Orquestra de Cordas em Ré menor”, o primeiro álbum da Orquestra Camerata Sesi com o maestro Cláudio Cruz conta também com a apresentação de duas sinfonias de Câmara: “Sinfonia nº 9” e “Sinfonia nº 10”.

As três obras fazem parte da juventude do compositor alemão, já dando um tom para a genialidade que estava por vir. Mendelssohn é autor do “Concerto para Violino Op. 64 em mi menor”, “Sonho de Uma Noite de Verão”, além das Sinfonias “Italiana” e “Escocesa”.

“O repertório desse CD, que sem dúvida será belíssimo, foi escolhido a partir de uma experiência que eu tive com esse compositor alemão. Eu já toquei diversas vezes esse concerto em ré menor, para violino e cordas. Essa obra é pouco tocada e pouco gravada, então esse também foi um dos motivos de estarmos fazendo esse registro”, ressaltou Cláudio Cruz.

Na linha do tempo da música clássica, Mendelssohn aparece na transição entre o classicismo e o romantismo. Sua carreira como instrumentista, maestro e compositor começou aos noves anos, idade em que fez suas primeiras composições e a sua primeira apresentação em público, em Berlim.

Deixe sua Opinião:

Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe