Campanha de vacinação contra febre aftosa começa na próxima segunda-feira

Postado em 29 de outubro de 2021


Campanha de vacinação contra febre aftosa começa na próxima segunda-feira 1
A expectativa é que sejam vacinados aproximadamente 2,3 milhões de bois e búfalos, distribuídos em cerca de 30 mil propriedades do Estado.

 

A partir da próxima segunda-feira (1º), os produtores rurais devem vacinar todos os bovinos e bubalinos de sua propriedade contra a febre aftosa. A segunda etapa da campanha, coordenada pelo Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do (Idaf), seguirá durante todo o mês de novembro e a vacinação do rebanho é obrigatória.

O diretor-presidente do Idaf, Mário Louzada, reforça a importância de que todos estejam comprometidos com a imunização do rebanho. “Estamos cada vez mais próximos da retirada da vacinação, entretanto, esse avanço também depende de o Espírito Santo registrar altos índices de eficiência vacinal, comprovando que os animais foram devidamente imunizados. Precisamos desse esforço conjunto para que o setor avance ainda mais”, disse.

O gerente de Defesa Sanitária e Inspeção Animal, Raoni Cezana Cipriano, lembra que a emissão da Guia de Trânsito Animal (GTA) durante a campanha está condicionada à vacinação. “Essa determinação está prevista em normativa federal, já sendo de conhecimento dos produtores do Espírito Santo”, pontuou Cipriano.

O médico-veterinário do Idaf José Dias Porto Júnior, responsável no Instituto pelo Programa Nacional de Vigilância para a Febre Aftosa, informou que está mantida a recomendação para que os produtores priorizem a comprovação da vacinação pela internet, de modo a evitar aglomerações nos escritórios. “O procedimento on-line é simples e acessível, contribuindo com as medidas de distanciamento social”, destacou Porto Júnior.

Vacinação
A expectativa é que sejam vacinados todos os animais envolvidos, que contemplam, aproximadamente, 2,3 milhões de bois e búfalos, distribuídos em cerca de 30 mil propriedades do Estado.

A vacinação é realizada pelos próprios produtores e as vacinas devem ser adquiridas apenas em lojas agropecuárias cadastradas no Idaf e somente no período da etapa de vacinação.

A comprovação de que o procedimento foi realizado deve ser feita, preferencialmente, pelo Sistema de Integração Agropecuária (Siapec), até o final da etapa, mas também é possível fazer por e-mail ou nos escritórios do Instituto, até o dia 10 de dezembro.

Para mais informações, acesse: https://idaf.es.gov.br/orientacoes-segunda-etapa-aftosa.

Texto: Francine Castro


Deixe sua Opinião:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe