Casagrande anuncia recurso para ampliar a reabilitação de pessoas com deficiência

Postado em 6 de maio de 2022


E se uma equipe multidisciplinar – formada por fonoaudiólogo, terapeuta ocupacional, fisioterapeuta, psicólogo, assistente social e médico – fosse colocada à disposição de cada uma das 40 Associações dos Pais e Amigos dos Excepcionais (Apaes) e 35 Pestalozzis, que atendem a 15 mil pessoas com deficiência intelectual e múltipla no Estado?

WhatsApp Image 2022-05-06 at 17.41.36

É que o governador Renato Casagrande (PSB) anunciou ontem (5), durante encontro que reuniu os presidentes de Apaes de todo o Estado, no Conselho Regional de Administração, em Vitória, uma informação que foi muito comemorada pelo presidente da Federação das Apaes do Espírito Santo, Vanderson Gaburo.

“O governo vai financiar a saúde das pessoas com deficiência, com a participação da Federação da Apaes e Pestalozzis. Serão cerca de R$ 6 milhões por ano. Vocês vão trabalhar mais. O trabalho de reabilitação é fundamental. Hoje, há uma carência muito grande. Há pessoas que já nascem com essa necessidade e outras que precisam posteriormente. E muitas Apaes e Pestalozzis viraram centros de referência”, declarou Casagrande.

O recurso também será usado para atender aos alunos da Associação dos Amigos dos Autistas (Amaes) e da Vitória Down, que também enviaram representantes ao encontro.

O governador lembrou que visitou as Apaes de Cachoeiro de Itapemirim, Colatina e Nova Venécia, além da Pestalozzi de Mimoso do Sul, e que gostou do que viu.

“Vocês têm expertise. Será mais um avanço. São políticas públicas necessárias. Enquanto eu for governador, vocês terão todo o apoio possível do Estado”, garantiu Casagrande, em meio aos aplausos de uma plateia formada em sua maioria por representantes de entidades filantrópicas.

Segundo o governador, na próxima semana, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, fará o anúncio oficial e irá detalhar os planos do governo. Ainda este ano, revelou Casagrande, será destinado metade do valor: R$ 3 milhões.

“Foi um pleito nosso que vem sendo construído junto à Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Teremos um financiamento para custear uma equipe mínima de reabilitação em cada instituição e, assim, ampliar a oferta de serviços para as pessoas com deficiência intelectual e autismo”, vibrou Gaburo.

Casagrande fez o anúncio ao lado do aliado, o deputado estadual Bruno Lamas, do mesmo partido. Bruno é autor do Projeto de Lei Complementar 40/2021, aprovado no último dia 27 pela Assembleia Legislativa, que trata da educação especial, garantindo o trabalho das instituições filantrópicas e a oferta de Atendimento Educacional Especializado (AEE) para alunos da educação especial contemplados pelo ensino em tempo integral. São 15 mil beneficiados no Estado.

O projeto, que foi aprovado por 20 votos a favor e uma abstenção, recebeu elogios de Casagrande e deverá ser sancionado. Logo após a sua aprovação, um clima de festa tomou conta do Legislativo estadual, com direito a congo e casaca.

Bruno, por sua vez, destacou a importância do projeto. O AEE será feito em classes comuns ou em instituições filantrópicas conveniadas com o Estado, como Apaes e da Pestalozzis. Ele é voltado para alunos com deficiência, transtornos de desenvolvimento ou superdotados

WhatsApp Image 2022-05-06 at 17.41.38

O presidente da Federação das Apaes, Vanderson Gaburo, Paulinha e Bruno Lamas, que aprovou projeto para garantir o atendimento às pessoas com deficiência e valoriza o trabalho das instituições filantrópicas

.

“É um serviço de apoio ofertado no contraturno e de maneira complementar ou suplementar à formação do ensino regular. É a garantia de que mais alunos com deficiência intelectual vão chegar à faculdade ou cursar o Ifes”, lembrou o deputado.

Gaburo lembra que o projeto de Bruno dá segurança para os alunos e para as instituições continuarem a oferecer um serviço para o qual se especializaram ao longo de mais de uma década.

Deixe sua Opinião:

Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe