Covid-19: mais de 200 mil adolescentes estão aptos à dose de reforço no Espírito Santo

Postado em 31 de maio de 2022


Covid-19: mais de 200 mil adolescentes estão aptos à dose de reforço no Espírito Santo 1
A atualização ocorre em virtude do cenário epidemiológico em relação aos novos casos da Covid-19 em todo território brasileiro.

 

Com a recomendação do Ministério da Saúde, publicada na última sexta-feira (27), de aplicação da dose de reforço contra a Covid-19 nos adolescentes de 12 a 17 anos, 206.894 pessoas nessa faixa etária, no Espírito Santo, já estão aptas a vacina. A dose de reforço deverá ser aplicada a partir de quatro meses após a última dose do esquema vacinal primário.

De acordo com a Nota Técnica Nº 035/2022, a atualização ocorre em virtude do cenário epidemiológico em relação aos novos casos da Covid-19 em todo território brasileiro, além das evidências demonstrando a redução da resposta protetora do esquema de duas doses à variante Ômicron a esta população. O Ministério pontua ainda que o Brasil não atingiu coberturas vacinais ótimas, sendo necessário o reforço ao esquema primário de vacinação.

No Estado, com população de 338.972 adolescentes nesta faixa etária, atualmente a cobertura vacinal é de 90,5 % para D1 e 71% para D2, de acordo com dados da Plataforma Vacina e Confia.

Nota Técnica para orientações sobre esquema de reforço em adolescentes

A Secretaria da Saúde (Sesa) publicou nesta segunda-feira (30) a Nota Técnica Nº015/2022 referente às orientações técnico-operacionais sobre o esquema de reforço em adolescentes de 12 a 17 anos, com exceção aos imunossuprimidos.

Os municípios capixabas estão autorizados a iniciarem a imunização, com a recomendação de esquema heterólogo. Quem recebeu Pfizer no esquema primário, receberá reforço com a vacina da Coronavac e quem recebeu Coronavac no esquema primário, receberá no reforço a dose da Pfizer.

Além disso, foi orientado aos municípios manter a estratégia de intensificação da vacinação no Estado, com a realização de um mutirão por mês, a fim de garantir nos próximos três meses, o alcance de 90% de cobertura vacinal.


Deixe sua Opinião:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe