error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe

Dono de bar é agredido, atingido com taco de sinuca e baleado após decidir fechar o boteco


Na madrugada de quinta-feira, 21, um incidente violento chocou os moradores de Jacaraípe, na Serra/ES. O dono de um bar passou por momentos de terror ao ser agredido e ferido com um taco de sinuca, além de ser baleado, após um desentendimento em seu estabelecimento.

O episódio ocorreu no bar localizado na Rua São Lucas, quando o proprietário informou a dois clientes que não venderia mais fichas para o jogo de sinuca, devido ao horário avançado e a necessidade de fechar o estabelecimento. A decisão não foi bem recebida pelos clientes, que reagiram com insultos e partiram para a violência física.

Um dos clientes desferiu um soco no rosto do dono de bar e, ao tentar se defender, o outro cliente o atingiu na cabeça com um taco de sinuca. Após o ocorrido, os agressores deixaram o local, ameaçando retornar. O dono do bar, então, encerrou as atividades e começou a realizar a limpeza.

Minutos depois, os indivíduos voltaram em um veículo e abriram fogo contra o estabelecimento, disparando contra a porta de aço já fechada. Vários tiros foram efetuados, atingindo o proprietário do bar e um cliente que estava prestes a finalizar sua última cerveja do dia. Os agressores fugiram em alta velocidade, deixando um rastro de pneus queimados.

A polícia foi acionada e compareceu ao local, assim como o Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência), que prestou socorro às vítimas. Ambas foram encaminhadas ao Hospital Estadual Jayme dos Santos Neves, na Serra, onde receberam tratamento médico e permaneceram em observação. Até o momento, não há informações sobre o estado de saúde das vítimas.

É importante ressaltar que os nomes dos envolvidos não foram divulgados, devido à política de proteção de identidade adotada pela polícia. Tal medida tem gerado críticas por parte da sociedade, que acredita que essa prática protege os criminosos em detrimento da segurança da população. O caso está sendo investigado pela DHPP (Divisão Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoas), mas até o momento nenhum suspeito foi detido.

É lamentável presenciar cenas de violência como essa, que deixam marcas profundas na comunidade. Esperamos que as autoridades competentes esclareçam o ocorrido o mais rápido possível e que medidas sejam tomadas para garantir a segurança e a tranquilidade dos cidadãos de Jacaraípe.


error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe