EDP anuncia construção de subestação de energia com investimento de R$ 24,1 milhões em Montanha

A EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, realizará um investimento da ordem de R$ 24,1 milhões com a construção da Subestação Vinhático, no município de Montanha, na região Norte do Estado. O empreendimento elevará a capacidade do sistema energético e permitirá a ampliação do abastecimento de energia, assegurando o crescimento econômico local e qualidade para os clientes atendidos na região.

A cerimônia de assinatura da ordem de serviço de início das obras foi realizada na sede da Distribuidora, em Vitória, e contou com a presença do deputado estadual, Vandinho Leite, prefeito de Montanha, André dos Santos Sampaio, e do diretor da EDP, Fernando Saliba.

edp

Deputado estadual, Vandinho Leite, prefeito de Montanha, André dos Santos Sampaio, e do diretor da EDP, Fernando Saliba

A nova subestação beneficiará 36 mil habitantes dos municípios de Montanha e Pedro Canário e está prevista para entrar em operação em quatro meses.

Vinhático contará com dois níveis de tensão (69/13,8 kV) e 01 transformador de 12,5MVA distribuídos em três alimentadores de média tensão. A unidade será 100% digitalizada e contará com moderno sistema de automação e supervisão. Toda a sua iluminação será composta por lâmpadas LED, garantindo maior eficiência e reforçando a preocupação da empresa com a comunidade e com a preservação do meio ambiente.

Para conectar a subestação ao sistema da Distribuidora, será construída uma nova linha de distribuição de 69 kV aérea com 5 quilômetros de extensão, mais 7 km de rede trifásica, 6,8 km reforços nas redes existentes bem como a transformação de 20,5 km de rede monofásica para trifásica.

“Cada dia mais reiteramos nosso compromisso de investir no Espírito Santo e, também, em novas tecnologias que vão garantir a segurança do abastecimento de energia elétrica e reforçar a confiabilidade e a qualidade do fornecimento de energia dentro de elevadas condições técnicas e de segurança”, afirma Fenando Saliba, diretor da EDP.

Todas as subestações da Concessionária são monitoradas remotamente a partir do Centro de Operação Integrado (COI), localizado em Carapina, na Serra. É a partir do COI, operando 24 horas todos os dias, que é feita a comunicação direta com as equipes de campo, conferindo eficácia no atendimento aos mais de 1,7 milhões de clientes no Estado. A partir da Central também é possível monitorar em tempo real a rede elétrica, incluindo a análise meteorológica das condições climáticas, em toda a área de concessão da distribuidora.

Reflexo dos investimentos que a EDP vem fazendo em todo o Estado, nos últimos seis anos, os índices referentes a duração das interrupções (DEC) e a frequência das interrupções de energia (FEC) vêm caindo progressivamente.

No primeiro trimestre deste ano, a Companhia alcançou seus melhores resultados. O tempo em horas que o cliente é impactado até a normalização do serviço caiu 20%, de 2017 para o ano atual, e passou de 8,43 para 6,71. Já a quantidade de vezes que ocorrem quedas de energia caiu quase 40%, se comparado no mesmo intervalo, reduzindo de 5,20 para 3,16.

Investimento recorde

A EDP está realizando um investimento recorde de cerca R$ 4 bilhões no Estado entre 2020 e 2025. Trata-se de praticamente o dobro do que foi investido entre 2016 e 2020. A Companhia é responsável pela geração de cerca de 4 mil empregos diretos e indiretos no Espírito Santo.

O aporte tem como foco a expansão da rede, preparando o sistema elétrico para o desenvolvimento das 70 cidades da área de concessão; melhorias operacionais; redução de perdas, como o combate ao furto de energia; investimento em digitalização e atendimento ao cliente.  Para isso, a Companhia investe continuamente em uma rede de distribuição segura, confiável, monitorada e flexível.

Em 2023, a EDP inaugurou subestações em todas as regiões do Estado. Ao todo, foram quatro: Subestação de Palmito, em Jaguaré, no Norte; Subestação de Jerônimo Monteiro, no Sul; e as subestações de Nova Zelândia e Nova Almeida, na Serra, região metropolitana. Além dessas, foi assinada a ordem de serviço para a construção da subestação de Caçaroca, que ficará na divisa dos municípios de Vila Velha, Cariacica e Viana.