Empresas capixabas têm apoio do Desenvolve Rio Doce para crescimento

Postado em 16 de agosto de 2022


De abril até o final de julho, a linha Desenvolve Rio Doce, gerida pelo Banco de Desenvolvimento do Espírito Santo (Bandes), esteve com condições operacionais especiais e facilitadas para os empresários do Espírito Santo. As oportunidades operacionais foram direcionadas para que o empresariado de micro e pequenas empresas dos municípios de Baixo Guandu, Colatina, Linhares, Marilândia e do distrito Barra do Riacho, em Aracruz, contasse com alternativas ideais para a captação de crédito e um crescimento sustentável.

Empresas capixabas têm apoio do Desenvolve Rio Doce para crescimento

Empresas capixabas têm apoio do Desenvolve Rio Doce para crescimento

Com as condições de retomada para a captação de crédito, parcelas fixas, prazos de carência alongados e juros reduzidos ao mês, o fundo Desenvolve Rio Doce aprovou cerca de R$ 7 milhões, mantendo e gerando cerca de 480 empregos capixabas. Estes recursos possibilitaram que negócios dos mais diversos setores se desenvolvessem com fôlego e equilíbrio, em um período de impacto econômico negativo causado pela pandemia. Além disso, as condições especiais facilitaram o acesso ao crédito a um perfil de investidores geralmente não priorizado pelas instituições financeiras tradicionais.

O diretor de Negócios do Bandes, Marcos Kneip Navarro, ressaltou a importância do Fundo para estimular o crescimento e a retomada dos empreendimentos, contando com atendimento especializado e ideal para os empresários.

“O Fundo Desenvolve Rio Doce é de extrema importância para a região, com taxas competitivas e prazos alongados, este produto consegue destravar investimentos e expandir os negócios dos empreendedores locais, gerando emprego e renda. Além disso, torna-se importante destacar a questão da retomada econômica, uma vez que, o Desenvolve Rio Doce vem ao encontro desta retomada com o apoio ideal para as empresas, permitindo que os empresários tenham acesso ao crédito para o desenvolvimento de seus negócios e possibilitando a manutenção de empregos e geração de renda”, afirmou o diretor.

A partir do começo de agosto, as condições do Fundo voltaram aos patamares anteriores, viabilizando também maiores valores de captação de crédito e prazos ainda mais alongados. Com acesso ao capital de giro, as empresas da região da bacia do Rio Doce contam com oportunidades para um importante recurso que engloba pagamentos a fornecedores de matéria-prima e capital para reabastecer os estoques.

Desenvolve Rio Doce

O Fundo é uma parceria entre o Bandes, o Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e a Fundação Renova, com o objetivo de compensar municípios mineiros e capixabas impactados pelo rompimento da barragem de Fundão, em Mariana (MG). O crédito apoia negócios locais com valores que vão de R$ 10 mil até R$ 200 mil. O empreendedor que optar pela linha de crédito pode ter carência de até seis meses, com parcelas fixas no período de amortização.

Condições operacionais
Crédito: de R$ 10 mil até R$ 200 mil*;
Carência: até 6 meses;
Prazo total: até 48 meses;
Parcelas fixas.

Taxa de Juros

Até 12 meses: 5,54% a.a.
Até 24 meses: 8,09% a.a.
Até 36 meses: 10,97% a.a.
Até 48 meses: 12,30% a.a.

*Disponível para Baixo Guandu, Colatina, Linhares, Marilândia e Barra do Riacho (em Aracruz).

Informações sobre linhas de financiamento:
www.bandes.com.br
www.bandes.com.br/faleconosco

Deixe sua Opinião:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe