Governo do Estado lança ações de capacitação gratuita para trabalhadores criativos

Postado em 31 de janeiro de 2022


 

Governo do Estado lança ações de capacitação gratuita para trabalhadores criativos 1
Governo assinou, nesta segunda-feira (31), o convênio ES + Criativo – Foto: Hélio Filho/Secom

Uma ótima notícia para os empreendedores do segmento criativo em todo o território capixaba. O Governo do Estado, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), assinou, nesta segunda-feira (31), o convênio ES + Criativo, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O objetivo é auxiliar e capacitar novos e atuantes empreendedores por meio de ações como cursos de formação, workshops, palestras, além de práticas de mentoria e orientação individualizada. As inscrições para as atividades serão gratuitas.

O segmento criativo abrange setores como o mercado da música, audiovisual, gamers, gastronomia, artesanato, incluindo desde a atividade do turismo e até mesmo da tecnologia da informação, ampliando assim uma rede de produtos e serviços gerando renda e oportunidades. A iniciativa surge como um importante fator de retomada dos setores culturais impactados pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19).

“Estamos vivendo um novo momento com uma nova economia com as atividades ligadas à criatividade e ao talento do povo capixaba. A parceria com o Sebrae é muito importante. Já participamos de vários eventos na área de inovação, em sintonia com aquilo que desejamos para o desenvolvimento do Espírito Santo. Tanto que criamos a Secretaria de Inovação e Desenvolvimento, unificando essas duas áreas. Para que a gente não seja apenas consumidores de tecnologia, mas também produtores de tecnologia”, afirmou o governador do Estado, Renato Casagrande.

Em sua fala, Casagrande também destacou que o Estado registrou um saldo positivo de 52 mil postos de trabalho em 2021, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) divulgados nesta segunda-feira. “Esse é o melhor resultado do Espírito Santo nos últimos dez anos. Queremos que esses empregos sejam de qualidade. Isso mostra que, apesar da pandemia, conseguimos manter a atividade econômica. Tanto que crescemos mais do que o País em termos do Produto Interno Bruto”, acrescentou.

De acordo com o secretário de Estado da Cultura, Fabricio Noronha, a parceria é uma ferramenta importante para o desenvolvimento do setor no Espírito Santo. “O Sebrae é um dos principais parceiros do nosso programa de economia criativa. Esse convênio traz um calendário intenso de desenvolvimento dos segmentos e prepara o nosso Estado para o futuro. A cultura e a economia criativa têm papéis fundamentais nesse nosso momento histórico. Estão nos fazeres criativos muito do que se espera do mundo agora. Com inclusão, respeito à diversidade e aos territórios”, pontuou.

“A relevância da Economia Criativa para a economia é indiscutível. Tanto que está explicitada na 4ª frente de atuação da MCI (Mobilização Capixaba pela Inovação) em razão de seu importante papel como indutora de inovação e agregação de valor na economia. Por meio deste convênio, vamos potencializar o acesso a conhecimentos e ferramentas inovadoras que possam auxiliar na transformação e melhoria do ambiente de negócios para os criativos, gerando oportunidade de renda, inclusão social, diversidade cultural e sustentabilidade ambiental”, afirmou o diretor técnico do Sebrae/ES, Luiz Toniato.

Segundo a gerente de Economia Criativa da Secult, Lorena Louzada, as atividades serão desenvolvidas de forma presencial e virtual e irão seguir as pesquisas e diagnósticos elaborados entre a Secult e parceiros, como o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) e a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes).

“Estas pesquisas irão identificar os principais atores, setores e iniciativas criativas disponíveis nestes territórios, além de pontos fortes e fracos em suas atuações, além do compartilhamento do conteúdo especializado. Em atividades como, por exemplo, a pré-incubação dos territórios criativos existe a previsão de atender, além dos 50 participantes, que as palestras sejam abertas, possibilitando aproximadamente mil participantes extras. Buscamos o estímulo ao desenvolvimento da região pesquisada em um processo articulado com a comunidade local”, destacou Lorena Louzada.

O secretário de Estado de Inovação e Desenvolvimento, Tyago Hoffmann, reforçou que a ação vai gerar emprego e renda nos setores criativo e da cultura. “Nossa pasta também é parceira desta construção por meio do Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia (Funcitec). Esta é uma política importante de apoio às atividades empreendedoras de vários setores. É muito bom começar a semana com uma ótima notícia para os capixabas”, pontuou.

A vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, também participou da solenidade. “É impossível pensar em desenvolvimento sustentável sem a economia criativa. No Espírito Santo, vivemos uma grande transformação com um governo que valoriza as atividades culturais, artísticas, tecnológicas, que geram oportunidades de negócio e de renda. Sendo elas tratadas com uma política pública em que a cultura é uma oportunidade de desenvolvimento”, afirmou.

Convênio ES + Criativo

O convênio tem intuito de capacitar empreendedores (que podem ser de qualquer área que tenha a criatividade como atividade) para conseguirem tirar melhor proveito de seus projetos, transformando suas habilidades e contribuindo com o desenvolvimento socioeconômico de sua região.  Serão oito ações gratuitas:

1 – Oficinas de Capacitação “Territórios Criativos – Pré Incubação”

Serão quatro turmas nas quatro macrorregiões do Espírito Santo. A pré-incubação é definida como um ambiente de suporte e orientação direta para os empreendedores que estarão reunidos por um longo período específico, além de recolhimento de informações sobre estes territórios criativos em que após as oficinas, será elaborado um estudo de caso. Previsão de duração de cinco meses, com até 50 vagas em cada turma.

2 – Estudo de Territórios Criativos “Metodologia de Intervenção Estruturada”

Estudo realizado com o objetivo de detectar possíveis ajustes no método das oficinas de capacitação/pré-incubação incluindo correções de conteúdos de seus negócios. Previsão de duração de 900 horas.

3 – Encontros Imersões da Cultura

Oito oficinas com empreendedores culturais e representantes de entidades que integram segmentos da economia criativa. A imersão é um curso de curta duração e de amplo conteúdo sobre o tema.

4 – Curso de Desenvolvimento da Música no ES

O curso terá até 100 participantes com orientações sobre a gestão e negócio do setor, além da realização do levantamento de informações sobre a atividade.

5 – Agenda coletiva “Construção da Rota Estratégica Economia Criativa”

Construir uma agenda coletiva e convergente de projetos e ações entre as entidades parceiras, instituições do segmento e empreendedores por meio de relatório e pesquisa. A agenda prevê uma série de metodologias de orientação para o segmento.

6 – Capacitação do segmento de Design no ES

Cinco workshops para empreendedores do setor. Duração, turmas e período a serem definidos.

7 – Workshop de Capacitação Segmento de Games no ES

Trilha de capacitação destinada a 20 potenciais coletivos empreendedores. Duração e período a serem definidos.

8 – Capacitação para a estruturação de Film Commission no ES

Série de ações formativas como: palestras, cursos, meetups e ações de consultoria. O Film Commission é uma comissão de produção audiovisual que presta apoio e suporte aos produtores do setor inscritos nas ações formativas. Duração, turmas e período a serem definidos.

Programa ES + Criativo

O Programa ES + Criativo, do Governo do Estado, por meio da Secult e outras instituições, vem formando parcerias para fomentar políticas públicas na área de economia criativa em âmbito estadual e municipal. A intenção é valorizar a criatividade, o capital intelectual e o valor simbólico-cultural do Espírito Santo. O segmento criativo, além de abranger setores como o mercado da música, da gastronomia, do artesanato e até mesmo da tecnologia da informação, também amplia uma rede de produtos e serviços, gerando renda e oportunidades. Saiba mais no site: https://secult.es.gov.br/criativo


Deixe sua Opinião:

Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe