Polícia Civil do ES apreende 350 quilos de cocaína que iriam para Bélgica

Postado em 8 de outubro de 2021


Polícia Civil do ES apreende 350 quilos de cocaína que iriam para Bélgica 1
A droga foi apreendida na localidade de Morro Grande, em Cachoeiro de Itapemirim.

 

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Investigações Criminais (Deic) de Cachoeiro de Itapemirim, deflagrou, nessa quarta-feira (06), uma operação que resultou na apreensão de, aproximadamente, 350 quilos de cocaína pura, que seriam enviadas para a Bélgica em meio a um carregamento de chapas de granito. O entorpecente foi apreendido no momento em que era descarregado de uma carreta bi trem, na localidade de Morro Grande, em Cachoeiro de Itapemirim.

Polícia Civil do ES apreende 350 quilos de cocaína que iriam para Bélgica 2

“Esta é uma apreensão robusta realizada pela Polícia Civil do Espírito Santo, que demonstra a importância da investigação e do serviço de inteligência. A investigação policial é sigilosa, às vezes demanda tempo e tem que ser assim para que ocorra o verdadeiro combate à criminalidade, com o desmantelamento de organizações criminosas e prisões qualificadas. A Polícia Civil vem trabalhando com inteligência e ações integradas. O resultado são ações como esta”, disse o delegado-geral da Polícia Civil, José Darcy Arruda.

A investigação começou apurando roubos de cargas registrados em Cachoeiro de Itapemirim. “Há cerca de três meses, a Deic vem trabalhando nessa apuração e os levantamentos acabaram trazendo outras informações à tona. Nessa quarta, com a informação de que haveria uma transação suspeita na região de Morro Grande, os policiais realizaram uma campana e flagraram o momento em que a droga era retirada da carreta”, relatou o superintendente de Polícia Regional Sul, delegado Faustino Antunes Simões Filho.

 

Polícia Civil do ES apreende 350 quilos de cocaína que iriam para Bélgica 3

 

Campana

Por volta das 7h30 da noite dessa quarta-feira (06), enquanto realizavam a campana, os policiais visualizaram uma carreta bi trem descarregada, ocupada apenas pelo motorista, entrando em um galpão onde funciona a serraria de uma marmoraria, na localidade de Morro Grande e, em seguida, um veículo com dois ocupantes. Depois de algum tempo, o motorista da carreta passou a “desmontar” parte da carroceria e, junto com os outros dois homens, começou a retirar diversos pacotes que estavam em um fundo falso da carreta, colocando-os no porta malas do veículo branco. Neste momento, os policiais entraram no galpão e deram voz de prisão.

Dois suspeitos foram presos e o terceiro conseguiu fugir. “Quando verificamos o carregamento, constatamos que tratava-se de cocaína. Eram 350 pacotes de, aproximadamente, um quilo cada um. O homem que conseguiu fugir era o motorista da carreta, que já está identificado”, disse o titular da 7ª Delegacia Regional de Cachoeiro de Itapemirim, delegado Romulo Carvalho Neto.

Os detidos são um empresário de 34 anos, morador de Cachoeiro de Itapemirim, e um ex-policial militar de 44 anos, morador de Linhares, e expulso da Polícia Militar (PMES) por associação ao tráfico drogas. “O detido de 34 anos assumiu que foi o responsável por intermediar o envio dos 350 pacotes de cocaína para a Europa. O detido de 44 anos também confessou sua participação e explicou que o entorpecente seria enviado para a Bélgica, escondido em chapas de granito que foram serradas e, posteriormente, seriam lacradas com chapas inteiras, para camuflar a droga, e embarcadas em contêineres em um porto de Vitória”, relatou o titular da Deic de Cachoeiro de Itapemirim e responsável pela investigação, delegado Rafael Amaral.

Os presos foram autuados em flagrante pelo crime de tráfico internacional de drogas e serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória de Cachoeiro de Itapemirim. Além da droga, foram apreendidos dois automóveis, um caminhão trator e os respectivos reboques, uma pequena quantidade de dinheiro e aparelhos telefônicos. O entorpecente será encaminhado para incineração. A investigação segue em andamento, para a responsabilização de toda organização criminosa.

Texto: Camila Ferreira


Deixe sua Opinião:

Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe