Polícia Militar Ambiental divulga resultado de Operação contra crimes de caça no Norte do ES

Postado em 21 de outubro de 2021


Polícia Militar Ambiental divulga resultado de Operação contra crimes de caça no Norte do ES 1
Operação resultou em apreensão de grande quantidade de armas, munições e carnes de animais abatidos em caças criminosas.

 

A 3ª Companhia do Batalhão de Polícia Militar Ambiental (BPMA), com sede em São Mateus, divulgou nesta quarta-feira (20) o resultado da Operação Queda de Órion. A operação foi realizada entre os dias 20 de agosto e 19 de outubro, com objetivo de combater os crimes de caça no entorno e vias internas de acesso das principais Unidades de Conservação do Norte do Espirito Santo.

As unidades fiscalizadas foram: Reserva Biológica de Sooretama, Reserva Biológica do Córrego do Veado, Reserva Biológica do Córrego Grande, Floresta Nacional do Rio Preto, Parque Estadual de Itaúnas, APA da Pedra do Elefante e APA de Conceição da Barra.

 

Polícia Militar Ambiental divulga resultado de Operação contra crimes de caça no Norte do ES 2

 

Durante os trabalhos de fiscalização, divididos em quatro etapas, foram realizadas ações policiais de patrulhamento ostensivo noturno; pontos de bloqueio viário em locais estratégicos com abordagens a pessoas e veículos; além do cumprimento de diversos mandados de busca e apreensão. As ações empreendidas tiveram por base as denúncias anônimas encaminhadas pela população ao serviço Disque-Denúncia, o 181, assim como os Levantamentos Complementares realizados pelas equipes de serviço da 3ª Companhia Ambiental.

 

Polícia Militar Ambiental divulga resultado de Operação contra crimes de caça no Norte do ES 3

 

Ao todo, durante as diversas etapas da Operação Queda de Órion, foram apreendidos: três revólveres calibre 38; 11 espingardas de calibres variados; quatro rifles; três carabinas; uma garrucha; 1.015 munições de calibres variados; silenciadores; miras a laser noturnas; diversos recipientes contendo pólvora, bagos de chumbo e espoletas; cerca de 15 kg de carne de animais silvestres abatidos; além de diversos petrechos usados durante a atividade de caça. Sete mandados de busca e apreensão foram cumpridos e 10 pessoas foram detidas e conduzidas à Delegacia de Polícia por crimes de caça, porte/posse irregular de arma de fogo e munições e cativeiro irregular de animais silvestres.

Segundo o comandante da 3ª Companhia Ambiental, capitão Fabrício Pereira Rocha, o sucesso da Operação foi alcançado graças à participação da comunidade e também ao empenho do efetivo da subunidade, que trabalhou incansavelmente durante o desdobramento da Operação.

O capitão Fabrício informou, ainda, que a Operação Queda de Órion foi desencadeada após a 3ª Companhia ter tomado ciência de um exemplar de harpia, espécie em extinção e também conhecida como gavião-real, foi encontrada morta na Zona de Amortecimento da Reserva Biológica de Sooretama, sendo que a carcaça animal, segundo análise de veterinários do ICMBio, apresentava sinais de perfuração por projetil de arma de fogo utilizada por caçadores.

“Foi para dar uma resposta a ações criminosas e inconsequentes como essa, que a Polícia Ambiental empreendeu a Operação. Continuaremos firmes no combate aos crimes ambientais, com o apoio da comunidade e do Disque-Denúncia 181”, finalizou o oficial.


Deixe sua Opinião:

Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe