Polícia prende mulher que tentou matar policial militar em Mucurici

Postado em 7 de abril de 2022


Polícia prende mulher que tentou matar policial militar em Mucurici

Na tarde dessa última quinta-feira (07), policiais militares da 19ª Companhia Independente prenderam uma mulher acusada de tentar contra a vida de um policial na cidade de Mucurici.

A mulher de 42 anos foi presa na zona rural do município. Ela é acusada de Tentativa de Homicídio contra o Cabo PM/ES, Maurício Corsini. Crime ocorreu no dia 25/03 em um Bar na Praça de Mucurici.  

Polícia prende mulher que tentou matar policial militar em Mucurici

LEIA TAMBÉM: Policial Militar sofre tentativa de homicídio em Mucurici

A PRISÃO

Após pedido do Ministério Público Estadual, Juiz de Direito da comarca de Mucurici determinou a prisão da mulher que tentou contra a vida do policial militar na cidade de Mucurici.  A prisão ocorreu nessa última quinta-feira (07), na zona rural de Mucurici.

O CASO

O militar, em folga, foi chamado a intervir em uma desinteligência que ocorria em um bar no mesmo município, por motivo fútil. O PM, por pouco, não teve o pescoço cortado por um gargalo quebrado de  garrafa. Mas foi atingido gravemente em um dos braços, socorrido à unidade de saúde local e, após, ao Hospital Roberto Silvares, em São Mateus.

A ocorrência causou grande repercussão no meio policial e comunitário, após a prisão domiciliar da autuada ser concedida na audiência de custódia.

 Assim que o processo chegou ao fórum local, o Promotor de Justiça Edilson Tigre não mediu esforços para reverter à decisão da custódia, de Colatina-ES, logrando êxito na data do dia 07, ao obter a prisão em meio fechado para a agressora que efetuou os golpes de gargalo de garrafa no militar. Seu companheiro participou, mas não executou os golpes. A ele foram mantidas medidas cautelares alternativas à prisão, sob vigilância policial e judicial.

O caso seguirá, agora, para denúncia e processo no Tribunal do Júri de Mucurici. A autora responderá ao processo em unidade prisional.

Nota do Policial

Eu, Maurício Corsini Oliveira, Policial Militar, venho através deste, agradecer ao Ministério Público Estadual, seus servidores, especialmente na pessoa do Promotor, Dr. EDILSON TIGRE, que incansavelmente luta para que indivíduos como os que covardemente tentaram me matar paguem pelos seus crimes e não fiquem a solta neste município tão ordeiro e pacato. Cabe salientar, que tais indivíduos não atentaram somente contra a minha vida, observa-se pelas notícias que foram circuladas pelos meios de comunicação, assim, essa prisão serve de forma a retaliar todos os atos já praticados pelos mesmos, bem como a impedir que outros aconteçam com munícipes de bem que aqui residem. Deus os abençoe!

Deixe sua Opinião:

Loading...
error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe