Serviço oftalmológico realizou mais de 40 mil procedimentos no norte do Estado

Postado em 1 de julho de 2022


Serviço oftalmológico realizou mais de 40 mil procedimentos no norte do Estado 1
Resultados significativos possibilitaram zerar a fila de espera das pessoas que aguardavam a oportunidade de fazer suas consultas e cirurgias. Foto/es.gov

 

Implementado pelo Programa Estadual Saúde Fácil em maio de 2021, o serviço de oftalmologia no Hospital Municipal de Conceição da Barra (HMCB), na Região Norte de Saúde do Espírito Santo, já soma mais de 40 mil procedimentos até junho deste ano, entre consultas, cirurgias e exames, fortalecendo a política de regionalização do acesso do Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde (Sesa).

O Saúde Fácil tem por objetivo atender às demandas dos usuários do Sistema Único de Saúde em nível ambulatorial especializado, de forma a diminuir o tempo de espera a consultas, exames e cirurgias.

De maio a dezembro de 2021, foram realizados 27.154 procedimentos, sendo 12.943 exames, 8.376 consultas e 5.835 cirurgias oftalmológicas. Neste ano, até o mês de junho, o HMCB já contabiliza 7.557 consultas, 4.784 cirurgias oftalmológicas e 1.446 exames.

Esses resultados significativos possibilitaram zerar a fila de espera das pessoas que aguardavam a oportunidade de fazer suas consultas e cirurgias. Para o superintendente regional de saúde do Norte, Edilson Monteiro, esses resultados são consequência dos investimentos que o Governo do Estado faz na regionalização dos serviços de saúde.

“O aumento de especialidades que o Governo vem disponibilizando no Norte – em especial o serviço de oftalmologia, oferecido em Conceição da Barra, que já atendeu mais de 40 mil pessoas – traz maior comodidade e tranquilidade para que os pacientes possam resolver todas as suas pendências dentro da nossa região”, enfatizou o superintendente.

Atualmente, os procedimentos acontecem dentro de um período adequado, oferecendo todo suporte e atenção aos pacientes. Para o secretário municipal de saúde de Conceição da Barra, Daniel Orestes Bissoli, esse serviço é um marco histórico para o município. “É uma honra poder sediar esse serviço que traz mais comodidade ao cidadão barrense, que não precisa sair da cidade e enfrentar uma viagem para fazer tratamento na Grande Vitória. Com essa proposta de descentralização do serviço de saúde, Conceição da Barra passa a ser referência da oftalmologia no Norte, isso é motivo de orgulho. O Governo do Estado, por meio da Superintendência Regional de Saúde Norte, está zerando a demanda reprimida”, destacou o secretário.

 

Rapidez no atendimento é destaque para usuários

A dona de casa, Eny Maria de Oliveira Moreira, mora em Barra de São Francisco e descobriu que precisaria fazer a cirurgia de catarata. Ela chegou a fazer um orçamento numa clínica particular e quando descobriu que o procedimento ficaria no valor total de R$ 12.000,00, achou que nunca conseguiria fazer a cirurgia. Em Barra de São Francisco, ela foi até a Unidade Básica de Saúde (UBS) e fez a solicitação inicial, como ela disse: “sem esperança”.

“Fiquei muito encantada com a rapidez, fiz a consulta numa terça-feira, na mesma semana marcaram minha cirurgia de catarata para a semana seguinte. Achei que marcariam minha cirurgia para um ou dois meses, mas, na verdade, foi em uma semana. Fiquei surpresa, alegre e emocionada por tudo ter acontecido de uma maneira tão rápida. Agradeço demais pelo trabalho desempenhando pelos funcionários. Pelo atendimento e atenção que nos dão”, destacou a paciente.

“Quando se fala no SUS e na saúde pública, a ideia é imaginar algo negativo e demorado, no entanto, eu não vi isso, percebi um atendimento excelente, rápido e todos os funcionários muito atenciosos, isso me ganhou! Desde quando você chega, que passa pelo portão de entrada, o funcionário já pega seu encaminhamento com toda educação e cuidado. Só tenho a agradecer”, completou.

Acesso ao serviço

Para ter acesso aos serviços oftalmológicos oferecidos pela Secretaria da Saúde Hospital Municipal de Conceição da Barra (HMCB), o cidadão deve procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima de sua residência para ser avaliado pelo médico.

Caso haja necessidade, o médico vai realizar o cadastro no sistema de Autorregulação Formativa Territorial (ARFT) e o paciente será encaminhado ao médico especialista adequado. Já os pacientes que têm encaminhamento cirúrgico, terão o procedimento agendado no ato da consulta evitando, assim, a burocracia.

 

 


Deixe sua Opinião:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe