TJES adia julgamento do Petista Chico Linhares

Postado em 22 de novembro de 2022


TJES adia julgamento do Petista Chico Linhares. Preso há 16 dias após furar um bloqueio em via pública mantido por grupo bolsonarista, o eletrotécnico aposentado Francisco Emmanuel Soares dos Santos, o Chico Linhares, 65 anos, militante do PT, vai permanecer na prisão, até o julgamento de um habeas corpus pelo Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES).

Prevista para  segunda-feira (21), a análise do pedido de soltura foi transferida para outra da data, ainda não divulgada, frustrando a expectativa de uma comissão de militantes e de parte da direção estadual do partido.

A prisão ocorreu no último dia 5, em Linhares, norte do Estado, sendo confirmada pelo juiz Tiago Favaro Camata, da 1ª Vara Criminal, que rejeitou a argumentação da defesa, apresentada pela advogada Alciene Maria Rosa, e acatou a acusação de tentativa de homicídio do Ministério Público Estadual (MPES). Chico está na Penitenciária Regional, no bairro Laguna.



Nesta segunda-feira, a manutenção da prisão movimentou lideranças do PT, entre eles o deputado federal Helder Salomão e o senador Fabiano Contarato, que mantiveram contato com membros do TJES, juntamente com o advogado Homero Mafra, visando garantir celeridade no julgamento do habeas corpus. Contarato e Homero Mafra deveriam se reunir com o desembargador Eder Pontes.

Além de Contarato, desde o final da manhã, um grupo de militantes começou a se formar na entrada do Tribunal de Justiça, a fim de reforçar a defesa de “cunho político” da prisão de Chico Linhares, formalizada pelo policial militar Rodrigo Bonadiman, o Cabo Bonadiman, que concorreu a deputado federal pelo PL nas eleições de 2 de outubro e é conhecido militante de grupos bolsonaristas.



O grupo do PT foi formado por Fernanda Tardin, que organizou a mobilização, pelo escritor Perly Cipriano, ex-candidato a deputado federal nas últimas eleições, Isaías Santana, Roque Caetano, entre outros, além do senador Contarato.

O bloqueio vem causando transtornos à população de Linhares, por dificultar o acesso à BR–101 e também pelo som alto à noite, contrariando a lei do silêncio, fatores desconsiderados pelas autoridades, que acusam Chico por tentativa de homicídio, afirmando que ele teria jogado o carro por cima de pessoas presentes ao bloqueio. De acordo com os advogados Alciene Maria Rosa e Renan Nogueira, que também atuam na defesa, “não há sequer indícios que possam comprovar as acusações”.



O bloqueio permanece no local, mesmo sendo uma desobediência à determinação do presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, por contestar o resultado das eleições à Presidência que confirmou a vitória de Lula e pedir intervenção militar, entre outras atividades inconstitucionais e antidemocráticas.

TJES adia julgamento do Petista Chico Linhares

Francisco Emmanuel Soares dos Santos, o Chico Linhares, preso desde o dia 5 de novembro em Linhares (ES)

Fonte: Seculodiario.com

LEIA TAMBÉM: 

2 pessoas de Linhares são citadas no relatório enviado ao STF

 


Deixe sua Opinião:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: O conteúdo está protegido !! Compartilhe